Restrições na Alfândega Chinesa à carne.


Foi implementada, com efeito imediato, uma restrição à passagem / transbordo de carnes através das alfândegas de Shanghai e Ningbo. Implica não só em uma proibição imediata de todos os embarques que carreguem carnes (impactando o fluxo de cargas nos dois principais terminais de conexão) de novos embarques, mas também causa alterações importantes no planejamento das industriais locais e estrangeiras. O foco maior está na carne suína, uma vez que a restrição deriva de novos casos epidêmicos de Peste Suina Africana (PSA).

Para as mercadorias já embarcadas:

A) Cargas com destino a Shanghai (terminal Wai Gao Qiao):

* transbordo será permitido com apresentação de certificação, por parte do importador, de documentos originais emitidos pela repartição de quarentena da aldândega chinesa (após sofrer inspeção física).

B) Cargas com destino a Shanghai (terminal Yang Shan):

* Todas as cargas passarão por desinfecção obrigatória, a menos que o importador apresente certificado original, confirmando que já foi realizado. Então os processos serão liberados para prosseguir;

C) Cargas com destino a Ningbo:

* Restrição total. Os embarques devem ser direcionados à outros portos.

Lembramos que a restrição não será aplicada aos frutos do mar (Seafood)


FONTE: Hapag-Lloyd

Cadastre-se e receba nossos boletins e novidades!

© 2021 Todos os direitos reservados

+ 55 11 3255 2877 |  contato@moviis.com.br

  • Ícone cinza LinkedIn
  • Grey Instagram Ícone
  • Grey Facebook Ícone